País dividido?

Por Denise Assis Depois de passar pelo processo que desembocou no golpe que tenta pinçar do poder a presidente Dilma, eleita com 54 milhões de votos, não é mais possível reproduzir a tese de que o “país está dividido”.

O JOGO DOS SETE ERROS – 1964-2016

Por José Carlos Moreira da Silva Filho STF   Golpe de 1964   Na madrugada do dia 2 de abril, o Presidente do STF, Álvaro Ribeiro Moutinho da Costa, normalizou o golpe ao dizer que a tomada do poder pelos militares e a derrubada do Presidente João Goulart, eleito pelo voto popular, estavam de acordo…

O dia seguinte

Por Gisele Cittadino Depois de uma ressaca imensa, mas que foi devidamente curtida na companhia de muitos amigos queridos e igualmente entristecidos, algumas considerações sobre o indigno e infame – ou histórico, segundo a Rede Globo – dia 17 de abril:

O Brasil, agora, é de temer

Por Rogerio Dultra dos Santos Parecia um flash back. No mesmo cenário, o mesmo assunto, com alguns atores que se repetiam, a mesma pantomima de 24 anos atrás foi reencenada. Com direito aos mesmos Deus, família e propriedade. Em tudo, o pouco cuidado com o procedimento permaneceu. Da última vez, o Presidente, antes do término…

Obituário

Por Thomas Bustamante A comunidade jurídica e política brasileira, consternada, lamenta informar, no dia 15 de abril de 2016, às 01 h e 15 minutos, durante sessão extraordinária do Supremo Tribunal Federal, em cadeia nacional de rádio e televisão, o falecimento do Constitucionalismo Brasileiro.

Por um fio

Por Paulo Cavalcante Com a matéria de hoje (15/4/2016) no The New York Times não há mais dúvida. O mundo assiste bestializado a presidenta da República do Brasil ser submetida a um processo de impeachment por uma Câmara Federal na qual 60% de seus deputados enfrentam sérias acusações de suborno, fraude eleitoral, desmatamento ilegal, sequestro…