A marcha da insensatez no Brasil

FB_IMG_1457140289783

Por Paulo Cavalcante

Não há nenhuma justificativa plausível para a condução coercitiva do ex-presidente da República Luís Inácio Lula da Silva. Nenhuma. Alguém que tem domicílio conhecido no país e que já prestou voluntariamente três depoimentos não tem necessidade de ser conduzido pela Polícia Federal para prestar mais um depoimento na delegacia do aeroporto de Congonhas.

Isso mesmo. Na capital do estado mais rico e populoso da República, pelo visto, a única dependência em condições de receber um ex-presidente da República é a que fica no aeroporto. Dizem que o plano era outro. De fato queriam levar Lula para Curitiba.

Isso não tem nada a ver com investigações criminais e, principalmente com justiça. Isso é política. Depois do sinal vermelho no final do ano passado dado pelo STF, os agentes do golpe reagruparam e coordenaram suas ações. Deram mais um passo na execração pública de Lula. Com a delação premiada, negada e não homologada, mas, “vazada”, deram outro passo na execração da presidente Dilma Rousseff. Forças conhecidas e já denunciadas: “Mais uma vez as forças e os interesses contra o povo coordenaram-se e se desencadeiam sobre mim. Não me acusam, insultam; não me combatem, caluniam; e não me dão o direito de defesa.” Conhecem a passagem? São as duas primeiras frases da carta-testamento de Getúlio Vargas.

Não se trata de coincidência nem de repetição da História. Trata-se de continuidade. Trata-se de reação dos verdadeiros donos da República aos poderosos avanços sociais produzidos desde 2003. Eles são também os donos dos meios de comunicação no Brasil. Eles, após as manifestações de junho de 2013, finalmente conseguiram arregimentar boa parte da classe média que, escravista por vocação, não se conforma com a redistribuição de renda via Bolsa Família, não tolera políticas afirmativas, enfim, tem ódio, indignação e quer se vingar.

Mas é pior. Há setores de esquerda que também contribuem para desgastar e execrar o PT, Lula e Dilma, numa palavra, contribuem para o golpe. É realmente incrível! O que pensam que vai acontecer? Que seus radicalismos e sectarismos sem voto terão mais espaço? Em todas as ditaduras, a esquerda foi indistintamente para os porões: ou porque eram professores de História ou porque eram professores de Literatura ou porque tinham em casa um livro com a capa vermelha. Capa vermelha, assim como um sítio, é coisa suspeita. Mas era o livro de receitas da então muito conhecida Maria Thereza Weiss. Ninguém comeu bolinhos nos porões das ditaduras. Lá, encontraram tortura e morte.

Não se arromba a porta da legalidade e dos fundamentos do Estado Democrático de Direito. Nunca se sabe o que vem depois. Sim, todos somos iguais perante a lei. Mas também todos somos inocentes até que se prove o contrário.

Hoje, o Ministério Público Federal, a Justiça Federal e a Polícia Federal montaram e exibiram seu espetáculo de pirotecnia política. Como disse a presidente Dilma, desnecessário, absolutamente desnecessário. Muitos batem palmas, paciência. Não sabem que incentivam a marcha da insensatez. Do meu ponto de vista, isto é, assistindo a tudo como cidadão e historiador, há grande enriquecimento sobre como sordidez, alienação e ingenuidade operam nos atores sociais.

7 comentários sobre “A marcha da insensatez no Brasil

  1. O que chamas de golpe é constitucional, o mérito já é discutível!
    Vivemos uma doença partidária geral! Não posso prender um ladrão
    que já me roubou outras 2,3, 4 vezes por que o flagrei somente na 5ª vez?
    Opinião à parte, ninguém quer e o Brasil não precisa e pode continuar com
    o que temos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s